agosto 13, 2022

Diario el Analísta

Mundo de las noticias en español

Daniel Alves dijo que presença na seleção não é por ser ‘queridinho’ – 30/01/2022

Já são 121 partidas com a seleção brasileira. «E contando», segundo el mesmo. Mas Daniel Alves não atribui a longevidade na amarelinha e, mais especificamente, a presença na convocação atual de Tite ao fato de ser «queridinho».

Hace 38 años, ele está en disputa con Danilo y Emerson Royal pelas duas vagas en el lateral directo de la Copa del Mundo de Qatar. Contra o Equador, Dani no entra en el top-3 de la lista de jogadores con mayor número de participantes. E como será titular diante do Paraguay, já vai acrescentar mais um à marca pessoal. ¿Cómo explicar tanto tempo de atuação?

«No que eu semper coloco como premissa de trabalho, de lutar por aquilo que eu sonho. control. Semper me vi dentro da seleção brasileira, com opções e chances. Não porque sou queridinho, não porque sou um jogador que acumula muitos jogos e tem algumas conquistas na carreira, mas pelo meu compromiso, pela minha disciplina, pelo meu caráter, pela minha entrega», avaliou o jogador.

O movimento de carreira de Daniel Alves foi com o objetivo explícito de disputar mais uma Copa — em 2018, ele foi cortado por causa de uma lesão. Nas palavras de Dani, una decisión de rescindir com o São Paulo em setembro e, posteriormente, fechar com o Barcelona teve como intuito buscar a rotina de competitividade com aquellos que serão adversários no Qatar: os europeus.

«Estar lá te condiciona melhor a enfrentá-los, será uma extensão do que você está enfrentando praticamente no lo cotidiano. Isso faz com que o seu level of competitividade increments. level logístico, do que pode se deliver for o atleta é um pouco mais complicada . Aqui é um level de performance, lá é um extra level de performance», avaliou.

READ  El rayo en Brasil en 2018 es el más grande jamás registrado en el mundo - Revista Galileu

Não é só o fato de voltar para a Europa, é voltar para a alta performance, voltar num clube como o Barcelona. Está sendo especial, muito maior do que eu sonhei, porque queria voltar para a Europa, mas ainda não tinha um destino muito certo ate aparecer o Barcelona. É um presenta que a vida me deu de voltar ao Barcelona e escrever novos capítulos em alto nível, com a idade que tenho, acredito que foi uma grande surpresa para a maioria. Mas não para quem me acompanha, vê meu trabalho e meu compromiso com a obra. Hope that esse ano seja de gratas surpresas e muitas alegrias».

Daniel Alves durante la partida da seleção brasileira contra o Equador

Imagen: Lucas Figueiredo/CBF

Más o tempo de inatividade eo período no tricolor comió atuando fora da trouxeram lateral questionamentos sobre ele. Ainda pero pela idade. Olhando o fim da carreira em um horizonte cada vez mais próximo, Daniel sabe que la compensación precisa o peso do tempo.

«É o que eu procuro fazer, tentar fazer com que apesar da idade que eu tenha isso não seja um problema. O resto é trabalho e quando se fala em trabalho meu nome vem logo em seguida, porque é o que eu mais fiz Durante toda a minha vida, trabalhar para performar», comenta o jogador.

Na cabeça de Daniel Alves, una gangorra na disputa por espaço na selection pode pesar a seu favor por conta de elementos técnicos y características de jogo que se encaixam melhor na construção que Tite deseja para a equipe.

«Consigo listen but o macro do jogo, consigo ser um armador jogando de lateral-direito, o que semper fiz na vida. Minha diferença para eles no modo de ver, analisar e de conhecer um pouco dessa profissão é que trago um pouco mais de técnica, de controle de jogo, um pouco mais de criação e armação dentro do system que se requer», disse ele, ao ser perguntado sobre Danilo and Alex Sandro, hoje titular na esquerda.

Ao longo de 121 jogos, Daniel Alves eligió tres momentos como mais marcantes pela seleção. O más recientemente y citado en el tercer año de 2013, en la final de la Copa das Confederações diante da Espanha, en Maracaná. Os outros deben foram o gol en la semifinal de la Copa das Confederações 2009, diante da África do Sul, deixando para o topo a final da Copa América 2007, quando ele sai do banco e anota um dos gols na vitória sobre a Argentina por 3 a 0

O próximo desafío é terça-feira, contra o Paraguay, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O jogo será a las 21:30 horas, en Mineirão, en Belo Horizonte. Como recordação desse mesmo estádio, Dani guardó boa atuação na semifinal da Copa América 2019, diante da Argentina.